quarta-feira, 7 de julho de 2010

Codinome beija-flor



Pra que mentir, fingir que perdoou, ser falso, mostrar uma personalidade que não é sua? Fazendo pessoas se iludirem, esperando mais de si mesmas, ludibriando a própria alma em busca de uma reputação inatingível. Fazendo amigos, falsos amigos, fingir que passou, perder o rancor, escondendo intenções que ficaram à mostra, correndo atrás do benefício próprio, angariando sentimentos imerecíveis.
Combatendo inimigos, mas que não sabe que o maior inimigo está dentro dele mesmo, e faz de toda e qualquer forma que o próximo se estrambique, só para se sentir melhor. Que ser humano é esse?
Cheios de gentileza, volúpia e educação, mostrando que não têm nenhum defeito, nenhum problema, são perfeitos. Damas, cavalheiros, que não têm fraquezas, responsáveis, respeitosos, saudosos. Será que são mesmo o que tanto ostentam?
Por dentrosão pessoas tristes, melancólicas, sem reais amigos, que assolam um mundo de escuridão própria, se afogando na depressão de um mundo capitalista.

E sonhamos acordados, no meio dessa sociedade opressora - como o monstro e o médico - a qual fomos alimentando, quando realmente seremos felizes, diremos segredos de liquidificador? Quando entraremos em equilíbrio com o mundo ao nosso redor?
Mas o que não sabemos, é que já estamos em equilíbrio com o mundo, mas precisamos é entrar em equilíbrio com o nosso interior, defender de corpo e alma nossos sonhos e a todos aqueles que realmente amamos, pois dentro dessa poeira fria da sociedade repleta de esteriótipos, precisamos plantar nossas esperanças, colher nossa fé, prender o choro e aguar o bom do amor, que só se tornará real quando quando a injustiça for erradicada.

Em tempo:

Agenor de Miranda Araújo Neto, mais conhecido como Cazuza, foi um cantor e compositor brasileiro que ganhou fama como símbolo da sua geração como vocalista e principal letrista da banda Barão Vermelho. Cazuza tornou-se um dos ícones da música brasileira do final do século XX, mas também ficou conhecido por ser rebelde, boêmio e polêmico, tendo declarado em entrevistas que era bissexual. Em 1989 declarou ser soropositivo e sucumbiu à doença em 1990, no Rio de Janeiro. Em outubro de 1989, depois de quatro meses a base de um tratamento alternativo em São Paulo, Cazuza parte novamente para Boston, onde ficou internado até março de 1990 voltando assim para o Rio de Janeiro. No dia 7 de julho de 1990, Cazuza morre aos 32 anos por um choque séptico causado pela AIDS. No enterro compareceram mais de mil pessoas, entre parentes, amigos e fãs. O caixão, coberto de flores e lacrado, foi levado à sepultura pelos ex-companheiros do Barão Vermelho. Cazuza foi enterrado no cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro.


Ezequiel Neves, jornalista e produtor musical do grupo Barão Vermelho, morreu nesta quarta-feira (7) aos 74 anos. Ironia do destino, o dia de hoje é marcado pela morte de Cazuza, que se lançou como um dos ícones da música brasileira com a ajuda de Neves.

Fontes: MSN - Estilo de Vida - Wikipedia

2 comentários:

  1. eeita. essa do produtor eu nao sabia!
    teenso ;s

    mt boa a postagem nimbus, como sempre ;*

    ResponderExcluir
  2. Obrigado minha flor!!!!!
    Adoro seus comentários produtivos

    ResponderExcluir